Buscar
  • Fiscaliza Brasil

Após ação judicial de membro do Fiscaliza Brasil, Alepe recua e suspende licitação

Atualizado: Mai 1


No último dia 02 de abril, o advogado Saulo Brasileiro questionou judicialmente licitação da Alepe para ornamentação e ambientação de interiores no valor de quase 200 mil reais em um momento de contenção de gastos com o novo coronavírus. Ele alegou a falta de moralidade, razoabilidade e proporcionalidade no procedimento para requerer a sua suspensão pela Justiça. Já no dia 03 de abril, apenas um dia após a ação, a Alepe decidiu, antes mesmo de uma decisão judicial, suspender por tempo indeterminado a licitação, em ato que foi publicado no Diário Oficial do dia 04 de abril (sábado). Não houve nenhum motivo por escrito para o seu adiamento. Não é a primeira vez que a Casa Legislativa de Pernambuco recua de uma licitação polêmica. É uma decisão que ocorre na mesma linha da licitação da Alepe para aluguel de SUVs, que, após forte crítica da sociedade, a Assembleia desistiu de realizá-la por tempo indeterminado.



Postado pela equipe de comunicação às 13:54

© 2018 ORGANIZAÇÃO NÃO GOVERNAMENTAL | FISCALIZA BRASIL - FISBRA | CNPJ: 23.188.150/0001-76